conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

40 bolsas para participação em pesquisa

Publicado em

O Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), em parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), está selecionando 40 bolsistas para atuação na pesquisa sobre o Programa Bolsa Capixaba.
Dentre os requisitos para participar do processo estão: ser maior de 18 anos, não possuir vínculo empregatício, possuir cadastro na Plataforma Lattes.
São cinco oportunidades para candidatos com nível superior, e bolsa de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) cada; e 35 vagas para bolsistas com ensino médio completo ou que estejam cursando técnico profissionalizante, com bolsa de R$ 800 (oitocentos reais) para cada selecionado.
A carga horária semanal é de 30 horas, e os selecionados irão realizar as pesquisas de campo nos municípios de Serra, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Fundão e Guarapari. 
O edital completo está disponível no site do IJSN e os interessados têm até o dia 1º de abril para efetuar a inscrição. 

Programa Bolsa Capixaba

O Programa Bolsa Capixaba é um benefício do Governo do Estado de transferência de renda integrado ao benefício do Programa Bolsa Família, do Governo Federal. 
O público-alvo são famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, com crianças de até 06 anos, e com renda per capita inferior a R$ 105,00.

leia também:  Alunos da escola Ilda Ferreira visitam represa da Coopcam no Dia da Árvore

Secom/ ES

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  Inscrições para EFA do Bley - 2021 estão abertas

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2